A ESTANTE DE GUSTAVO BERNARDO


flusser no brasil


O livro Vilém Flusser no Brasil reúne as conferências proferidas no evento de mesmo nome, realizado no Instituto Goethe de São Paulo e no Instituto de Letras da UERJ no ano de 1999. O livro foi publicado no ano seguinte pela editora Relume Dumará.

ORELHA:

Gustavo Bernardo

 

Vilém Flusser nasceu no dia 12 de maio de 1920, em Praga, e morreu no dia 21 de novembro de 1991 – em Praga. No intervalo, foi sempre viajante, imigrante e estrangeiro, em corpo e alma, em pensamento e palavra.

Fugindo da invasão nazista em 1940, vem para o Brasil. Até 1960 trabalha como industrial, quando nova guinada o torna escritor, filósofo e professor. Torna-se colaborador d’O Estado de São Paulo e da Folha de São Paulo, publica livros, leciona em várias universidades. Em 1973, pressionado pela doença do desenvolvimentismo – “ninguém segura esse país”, lembram-se? –, volta para a Europa e se radica na França. Viaja pela Europa ministrando conferências, até ser convidado a falar em Praga. Ao retornar à sua cidade natal, falece num acidente de trânsito.

Nesse meio-tempo, escreve seus livros em 4 línguas – português, inglês, alemão e francês – traduzindo e retraduzindo a si mesmo. Sua filosofia da fotografia, publicada no Brasil como Filosofia da caixa preta, tem traduções em 13 línguas. Dentre mais de 30 livros publicados, destacam-se: Língua e realidade (1963), A história do Diabo (1965),  Pós-história (1983), Filosofia da Caixa Preta (1985), Die Schrift (1992), Fenomenologia do brasileiro (1998), Ficções filosóficas (1998) e A dúvida (1999).

O livro Vilém Flusser no Brasil é resultado do Seminário Internacional realizado em abril pela Escola de Comunicação e Artes da USP e pelo Instituto de Letras da UERJ nas 2 cidades. Reúne conferências e depoimentos de 13 autores provenientes de 3 países e diferentes áreas, como artes plásticas, fotografia, arquitetura, filosofia, literatura e comunicação. Seu idealizador e principal organizador é Ricardo Mendes, da USP. Tudo começou com o seu site Vilém Flusser no Brasil, que permitiu não apenas divulgar o pensamento de Flusser como aproximar pensadores que de outra forma dificilmente se encontrariam.

O site de Ricardo, o Seminário e agora este livro procuram nos ajudar a conhecer um pensamento original, nada comportado mas absolutamente conseqüente, fundamental para pensarmos, no seu próprio termo, a pós-história em que já nos encontramos.


Sumário:

Flusser Infernalis
Ricardo Mendes

Pessoa-pensamento no Brasil
Maria Lília Leão

Presença de Flusser
Gabriel Borba Filho

Da prece à literatura
Gustavo Bernardo

Próximo ao desejo do coração
Klaus Sander

Flusser na virada do milênio
Lúcia Santaella

Atualidade do pensamento de Flusser
Arlindo Machado

A urbanização e os novos media
Martin Pawley

Filosofia da ciência em Flusser
Milton Vargas

Construindo pontes: Flusser e a arte
Martin Grossmann

Pensando a fotografia (a memória)
Ricardo Mendes

Flusser e o campo das artes
Rubens Crispim

Depoimento
José Arthur Giannotti